Receita de risoto de shitake com bacon

Home / Receitas de Risotos / Receita de risoto de shitake com bacon


Hoje é quarta-feira mas tudo bem se você quer fazer um jantar especial. Ninguém vai te impedir!
Esse risoto fez parte de um jantar em casa, que fizemos para a turma do trabalho, o pessoal da Maestro Gestão de Ideias. Foi uma noite muito divertida e cheia de risadas. Aproveito para mandar um grande beijo para a minha amiga Tati e para os nossos fiéis escudeiros Renan e Naty.
E lembram-se sempre de uma coisa: pessoas especiais, que levantam a sua auto-estima e te apoiam em momentos difíceis podem estar muito, mais muito perto de você. Pensem nisso e aprenda a olhar para o lado!

Ingredientes para receita de shitake com bacon

  • 2 xícaras de chá bem cheias de arroz arbóreo (receita para 4 pessoas)
  • 1 xícara de chá de shitakes frescos fatiados
  • 1 colher de sopa bem cheia de manteiga sem sal + 1/2 colher para finalizar
  • 1 1/2 de caldo de carne (1 1/2 de água quente + 2 tabletes ou 3 sachês de caldo de legumes)
  • 1 cebola pequena picadinha
  • 1/2 taça de vinho branco
  • 1 peça pequena de bacon fatiada em cubinhos

Preparo

Etapa 1
Frite o bacon em cubinhos, deixe secar e reserve para eles ficarem bem sequinhos. Em uma panela grande aqueça a manteiga e a cebola picadinha. Deixe fritar, aumente o fogo e acrescente o arroz arbóreo (sem lavar), mexa bem e deixe refogar. Mexa constantemente de forma a não queimá-lo, ele não deve ficar dourado, apenas incorporar na manteiga. Depois de 2 ou 3 minutos diminua o fogo para médio e adicione o vinho. Continue mexendo. Nesta etapa todo o álcool da bebida vai evaporar.
Etapa 2
Assim que o álcool  for absorvido pelo arroz e secar, comece a acrescentar as primeiras conchas do caldo quente, que deve ficar pronto antes de você começar o risoto. Acrescente sempre, duas conchas por vez. Você agora não deve parar de mexer, não se esqueça de esfregar o fundo da panela com a colher deixando o fundo bem limpo para que o arroz não grude. Vá acrescentando mais conchas de caldo, a medida que a água for secando. Acrescente o shitake picado em pedaços e mexa. Vá experimentando o arroz e observando a textura e continue mexendo.
Etapa 3
O ponto do arroz, deve ser al dente e a esta altura o arroz já triplicou de tamanho e rendeu, enchendo a sua panela, então se você ficou com o olho gordo e colocou mais arroz do que eu falei, pode ter certeza, a essa altura você deve estar falando (porque eu não segui a medida da Dani… kkkk). O risoto não pode secar, ele tem o aspecto babento mesmo, não é soltinho como o arroz comum, ele é papado, aliás, muito papado. Experimente para ver se haverá necessidade de colocar sal. Desligue o fogo e adicione a 1/2 colher de manteiga, que deverá deve estar bem gelada, no centro da panela. Misture delicadamente, sem encostar a colher na manteiga, ou seja, misture pelas bordas da panela, de forma que manteiga fique no meio e vá se desfazendo aos poucos. Isso ajudará o seu risoto a ficar com este brilho e da o gostinho especial. Sirva imediatamente com o bacon em cubos, porque risoto é assim, acabou de fazer, tem que comer. Bom apetite!
Encontre outras receitas de risotos aqui.
Acompanhe o Cozinha Travessa no Facebook e no twitter.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.