Receita de risoto de carne seca defumada

Home / Receitas de Carnes e Aves / Receita de risoto de carne seca defumada


Eu amo fazer risotos gente. Sempre fico pensando em alguma receita que ainda não fiz.
No dia que fiz a feijoada, o Alceu comprou uma carne seca defumada e ficamos apaixonados por ela. Ela não é salgada e tem um sabor bem agradável, então arquivei na memória a tal da carne e sábado passado fiz um risoto. Ficou simplesmente delicioso. Servi com uma pimenta cumari vermelha a parte, que funcionou como a cerejinha do bolo e deu um toque muito especial. Os convidados aprovaram!

Receita de risoto de carne seca defumada

  • 8 xícaras de café (bem cheias) de arroz arbóreo (para 8 pessoas)
  • 1 cebola grande cortada bem miudinha
  • 3 colheres de sopa bem cheias de manteiga sem sal + 1 colher para finalizar
  • 1 taça de cachaça
  • 2 1/2 litros de caldo de carne (água + caldo de carne)
  • 500 gramas de carne seca defumada
  • 300 gramas de queijo parmesão ralado
  • salsinha e cebolinha

Preparo

Etapa 1
Antes de tudo cozinhe a carne seca na pressão, por uns 30 a 40 minutos. Se necessário, troque a água e volte para pressão por mais alguns minutos. Escorra a carne, desfie muito bem, tirando a gordura e reserve. Em uma panela grande aqueça a manteiga e a cebola. Deixe fritar, aumente o fogo e acrescente a carne desfiada. Mexe e refogue por alguns minutos. Adicione o arroz (sem lavar), mexa bem e deixe fritar. Mexa ele constantemente de forma a não queimá-lo, ele não deve ficar dourado, apenas incorporar na manteiga. Depois de 2 ou 3 minutos diminua o fogo para médio e adicione a cachaça. Continue mexendo. Nesta etapa todo o álcool da bebida vai evaporar.
Etapa 2
Assim que o álcool  for absorvido pelo arroz e secar, comece a acrescentar as primeiras conchas do caldo quente, que deve ficar pronto antes de você começar o risoto. Acrescente sempre, duas conchas por vez. Você agora não deve parar de mexer, não se esqueça de esfregar o fundo da panela deixando o fundo bem limpo para que o arroz não grude. Vá acrescentando mais conchas de caldo, a medida que a água for secando.Vá experimentando o arroz e observando a textura e continue mexendo.
Etapa 3
Continue acrescentando caldo e mexendo. O ponto do arroz, deve ser al dente e a esta altura o arroz já triplicou de tamanho e rendeu, enchendo a sua panela. O risoto não pode secar, ele tem o aspecto babento mesmo, não é soltinho como o arroz comum, ele é papado mesmo, aliás, muito papado. Experimente para ver se haverá necessidade de colocar sal. Provavelmente você não vai precisar de sal. Adicone o queijo ralado e provavelmente o ponto do arroz já estará muito bom. Desligue o fogo e adicione a colher de manteiga, que deverá deve estar bem gelada, no centro da panela. Misture delicadamente, sem encostar a colher na manteiga, ou seja, misture na lateral da panela, de forma que manteiga fique no meio e vá se desfazendo aos pontos. Isso ajudará o seu risoto a ficar com este brilho e da o gostinho especial. Sirva imediantamente com salsinha e cebolinha picadas e coloque uma pimentinha a parte para os convidados.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.