Receita de risoto de açafrão e calabresa

Home / Receitas de Risotos / Receita de risoto de açafrão e calabresa

Risoto de açafrão e calabresa
Quem lê o blog sabe que eu curto bastante um risoto.
Tecnicamente falando o risoto é um prato típico italiano em que fritamos levemente cebolas e o arroz arbóreo na manteiga cozinhando levemente em fundo de carne ou legumes e outros ingredientes, até o arroz fique cozido, solte o amido e não absorva mais o líquido.
Enfim, semana passada estava numa vontade de comer um risoto e lá fui eu vascular o que eu tinha. Açafrão em estigmas “chique” e calabresa “brega kkkkkkkkk”. Ah, mas tá bom gente, com uma taça de vinho tinto ficou bem bom. Pra agradar o paladar, sempre faço o risoto um pouco mais seco. Bom, mas como usei o açafrão, reuni alguns benefícios que o condimento possui, olha aí:

Benefícios do açafrão para a saúde

  • O açafrão tem componentes bioactivos com poderosas propriedades medicinais
  • O açafrão tem poderes anti inflamatórios, 100% naturais
  • Açafrão aumenta a capacidade anti oxidante do corpo
  • O açafrão reforça o fator neurotrófico derivado do cérebro, ligado à melhoria da função cerebral
  • O açafrão reduz o risco de doenças do coração
  • O açafrão previne (e talvez trate) o cancro
  • A curcumina do açafrão pode prevenir e tratar Alzheimer
  • Os doentes com artrite respondem bem a suplementos de curcumina
  • Estudos demonstram que a curcumina tem benefícios  incríveis contra a depressão
  • A curcumina tem efeito anti aging e combate doenças crônicas relacionadas com o envelhecimento

Rendimento

para 4 pessoas

Ingredientes para receita de  risoto de filé mignon

  • 4 xícaras de café bem cheias de arroz arbóreo
  • 2 calabresas
  • 200 mg de açafrão em estigma (usei o da La Pastina)
  • 1 cebola média picadinha
  • 2 litros de caldo de carne
  • 1 colher de sopa bem cheia de manteiga sem sal + 1 colher rasa de manteiga gelada
  • 1 taça de vinho branco seco
  • 1 xícara de chá de queijo parmesão ralado
  • sal a gosto

Preparo

Etapa 1
Em uma panela grande aqueça a manteiga e a cebola picadinha e deixe refogar. Acrescente o arroz arbóreo (sem lavar), mexa bem e deixe refogar mais um pouco. Mexa constantemente de forma a não queimar o arroz, que não deve ficar dourado, apenas incorporar os ingredientes. Depois de 1 minuto diminua o fogo para médio e adicione o vinho branco e o açafrão e continue mexendo. Nesta etapa todo o álcool da bebida vai evaporar. Frite a calabresa picada em cubinhos e reserve.
Etapa 2
Assim que o álcool  for absorvido pelo arroz começar a secar, comece a acrescentar as primeiras conchas do caldo quente, que deve ficar pronto antes de você começar o risoto. Você pode utilizar os caldos industrializados, mas se tiver tempo faça o seu próprio caldo. Acrescente sempre, duas conchas por vez. Você agora não deve parar de mexer, não se esqueça de esfregar o fundo da panela com a colher deixando o fundo bem limpo para que o arroz não grude. Acrescente a calabresa e vá acrescentando mais conchas de caldo, a medida que a água for secando. Deixe o risoto secar um pouco mais e continue mexendo e experimentando, observando sempre a textura do arroz e continue acrescentando mais caldo.
Etapa 3
O ponto do arroz deve ser al dente e a esta altura o arroz já triplicou de tamanho e rendeu, enchendo a sua panela, então se você ficou com o olho gordo e colocou mais arroz do que eu falei, pode ter certeza, a essa altura você deve estar falando (porque eu não segui a medida da Dani… kkkk). O risoto não pode secar, ele tem o aspecto babento mesmo, não é soltinho como o arroz comum, ele é papado, aliás, muito papado. Tem gente que gosta dele igual uma sopa e na verdade esse é o jeito correto, mas tem gente que gosta com um pouco menos de caldo, como eu. Coloque agora o parmesão ralado e mexa até desmanchar. Experimente para ver se haverá necessidade de colocar sal, se houver coloque um pouco, mas lembre-se que o caldo já tem sal. Desligue o fogo e adicione a colher de manteiga, que deverá deve estar bem gelada, no centro da panela. Misture delicadamente sem encostar a colher na manteiga, ou seja, misture pelas bordas da panela, de forma que manteiga fique no meio e vá se desfazendo aos poucos. Isso ajudará o seu risoto a ficar com brilho e dar um gostinho especial. Sirva imediatamente decorando com cebolinha fresca picadinha. E risoto é assim, acabou de fazer tem que comer.
Risoto de açafrão e calabresa

Redes Sociais

Acompanhe o Cozinha Travessa nas redes sociais e fique por dentro das novidades:

Facebook
Twitter
Pinterest
Instragram

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.