As 1ª papinhas do Edu

Home / Receitas para crianças / As 1ª papinhas do Edu


Olá Pessoal!
Essa semana vou inicial com um assunto muito esperado pelos leitores e leitoras do Cozinha Travessa – as 1ª papinhas do Edu. Quero deixar claro, que vou passar aqui as minhas experiências como mãe. O que eu vou fazer, não posso dizer que é a verdade absoluta, são apenas erros e acertos de uma mãe de primeira viagem tentando fazer o melhor pelo seu filho. Então, me desculpem se eu falar alguma coisa equivocada. Estou aberta para todas as sugestões possíveis.

Cada pediatra segue uma linha, então, não podemos discutir aqui, o que é certo ou errado. O que temos que fazer é pesquisar, escutar os mais experientes, usar o bom senso e o nosso estinto materno. A indicação do pediatra do Edu foi para iniciarmos com frutas, mas precisamente: banana, mamão, pêra e maça.
A primeira fruta que dei para o Edu foi uma banana maça e ele adorou. Ao contrário do que muitos dizem, o intestino dele não prendeu com a banana maça, mas atualmente estou dando a banana prata e de vez enquando, volto para a maça. Esta semana vou introduzir a banana da terra, que além de bem doçinha é uma excelente fonte de ferro. Uma coisa legal que já faço é colocá-lo no seu cadeirão, que fica na cozinha. Edu já é um bebê muito duro. Ele já está quase sentando sozinho, então faço isso, por este motivo. Bom que ele vai se costumar desde cedo a comer no cadeirão.

Tive muita dificuldade com a pêra e a maça, pois ao contrário da banana e do mamão, não dá pra amassar até virar uma papinha. Para solucionar o problema da pêra, começei a utilizar a pêra portuguesa, porque ela é bem mole e doce e dá pra amassar até virar papinha, mas a maça ainda não descobri uma variedade mais adequada. O que ando fazendo também, na mamadeira da noite é bater um pedaço da fruta no leite (fórmula). Já bati a própria maça, mamão e essa semana morango. Ele está adorando. Como diz a minha amiga Ismália: “Isso é coisa de mamãe de segundo filho.” A principal preocupação aqui é lavar as frutas com muito cuidado e observar as fezes do bebê, tanto quanto a cor, textura e odor, atentando-se para ver se o intestino vai soltar ou prender. E lembre-se: sempre consulte o pediatra do seu bebê.
Edu começou a comer exatamente no dia 31 de maio, a papinha doce e a reação foi a melhor possível. Aceitando conselhos de mães mais experientes, não demorei a dar a papinha salgada, que foi no dia 21 de junho, mas vou falar sobre este assunto, ainda essa semana.
Uma coisa que sempre fizemos com Edu, desde o início é colocá-lo na cozinha para ele sentir os aromas, barulhos das panelas e ver eu e o Alceu comendo. Sempre almoçamos com ele perto de nós e acredito que isto seja um ótimo estímulo para ele.
Então é isso Pessoal, agora que o Edu começou a comer, um mundo de possibilidades vai se abrir e eu quero dar o melhor exemplo pra ele. Vou aproveitar este canal, para compartilhar com vocês as experiências gastronômicas do Edu e também para dar dicas sobre diversos assuntos como receitas para crianças, alimentação infantil, educação, segurança e outras.
Espero que vocês gostem do que vou falar por aqui e conto com a ajuda das mamães mais experientes para poder enfrentar esta nova fase com muita tranquilidade e segurança!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.