Faca Burza

Publicado por Dani Oliveiradomingo, 13 junho 2010

Eu só chique demais meu povo, porque eu tenho um padrinho fino demaaaaaaaaaaaaais… rsrsrsrs…
Vocês sabem que ele sempre me aplica coisas legais e quem já frequenta essa cozinha aqui, já ouviu falar dele, então, olha aí o último presente que eu ganhei do meu padrinho, primo e amigo Cléssio Murilo. Uma legítima faca Burza. Gente, vocês não tem noção da faca. Ele comprou um modelo doméstico e mais leve, próprio para punho feminino. A faca é de aço e tem extrema resistência à abrasão, porém, é frágil a impactos. Deve ser lavada apenas com água e sabão e deve ser bem enxugada antes de guardar. De 2 em 2 meses, precisarei lubrificá-la com óleo de cozinha. O negócio é totalmente artesanal e praticamente um tesouro culinário. A fábrica da Burza fica em Tiradentes/MG. A faca é tão chique que não precisa amolar com frequência, passados 8 anos, eu mando a faca para a fábrica e eles amolam sem custo algum. Eles fazem reparos e pequenas restaurações na faca também, se necessário, claro. A faca vem até com número de série, certificado e assinada por um engenheiro  mecânico responsável. Depois, entrem aqui  no site da Burza, pra vocês verem a qualidade do negócio.

Outros artigos e receitas como esta em:

Receitas e artigos relacionados:

8 pessoas comentaram

  1. Cléssio Muril quinta-feira 24 junho 2010 às 14:16

    Cuidado com o dedinho hein! Não quero minha afilhada igual ao Lula.

  2. Dani Oliveira #1° quinta-feira 24 junho 2010 às 14:22

    Claro Padrinho… tô seguindo todas as suas instruções =)

  3. Fernanda Latini #2° domingo 18 julho 2010 às 16:41

    Oi, Dani,

    Havia lido sua matéria sobre as facas Burza e acabei vindo a Tiradentes, com a família, visitar a fábrica. Infelizmente, apesar de marcarmos horário por telefone, fomos super mal recebidos por um senhor que nos acompanhou na visita, com evidente mal humor, durante cerca de 15 minutos. Por fim, enquanto olhávamos as facas e minha mãe dicidia qual comprar para meu irmão – um rapaz de 19 anos, que adora culinária e estava conosco – o senhor nos sugeriu que 'comprássemos pela internet, que era mais fácil'…Enfim, o passeio foi um desastre total. Acredito que os caras estendam de facas, mas estão engatinhando em atendimento ao público.

    Não recomendo.

    beijão e obrigada pelo blog delicioso,

    Fernanda

  4. carlos alberto camil #3° quarta-feira 25 agosto 2010 às 10:32

    Eu também fui a fábrica em Tiradentes.

    As facas podem ser 10,mas a recepção e´0.O senhor que acompanha a visita não disfarça que a sua presença esta sendo um estorvo.

  5. Ana Luiza #4° terça-feira 31 agosto 2010 às 06:51

    Eu visitei a Burza em março do ano passado. Nem tinhamos programado, nem conheciamos. Foi totalmente inusitado. Parece que voce está em uma vila medieval. E aquele portao elevadiço da entrada??? o que é aquilo? Não compramos, nao tinhamos ideia de que era tão caro, tb estavamos num momento totalmente sem grana!

    Vou passar o 7 de setembro em Tiradentes e queria voltar pra comprar, mas acho que tenho outras prioridades de utensilios ainda… moramos juntos a um ano e a casa ainda está capenga.

    Como gosto muito de cozinha, vou comprar uma Burza sim, só não sei quando. Ah, se eu tivesse padrinho, rs!!!

    Mas gente, acho que o atendimento é ruim sim, mas eu levei pro lado de que é meio folclórico! São personagens bem rústicos e grosseiros mesmos! Mas sério, nao me ofendi. Mas que é estranho, isso é!!!

    Abraços

  6. Rosana Cerqueira de #5° domingo 20 novembro 2011 às 17:49

    Adquiri uma faca Burza uma vez que estive a passeio a Tiradentes. Presenteei a meu pai. Não sei o que esta acontecendo, pois a mesma esta com o aço escurecendo.

    Gostaria de saber o porque esta acontecendo isto. Uma vez que Papai não a utiliza.

    Atenciosamente

    Rosana Figueiredo

  7. daniel #6° quinta-feira 01 dezembro 2011 às 04:50

    e realmente as facas sao lindas mais a recepçao e do tal senhor e ohorivel ele se chama seu russo e iguinorante demais e outra coisa comprei uma faca de numero 11 em janeiro e o aço e horrivel ja quebrou e me falaram q nao tem outra pra trocar

  8. Agsb #7° segunda-feira 24 setembro 2012 às 15:43

    O Burza e tradicionalmente o cara mais antipático e mau humorado que existe. Os clientes parecem estar fazendo favor ao comprar uma peça sua.
    Procurem outro cuteleiro. Aí em Tiradentes ao lado (São João Del Rey) tem um rapaz que se chama Luciano Chaves. Profissional, simpático e bom de negócio. É membro da Sociedade Brasileira dos Cuteleiros. Valorizem o trabalho dos artistas brasileiros . Esses russos tem que TNC e voltar para Sibéria.

E você, o que achou? Comente!

  • * Você pode inserir estas tags no comentário: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>