Saiu a tão esperada lista do Guia Michelin RJ e SP

Publicado por Dani Oliveiraquinta-feira, 11 maio 2017

guia-michelin02

Esta semana, saiu a tão esperada lista de chefs premiados da 3ª edição do Guia Michelin Rio e São Paulo, que aconteceu no Hotel Unique. Agora o Brasil possui três novos restaurantes estrelados pelo Guia Michelin, sendo dois do Rio (Laguiole e Oro), e um de São Paulo (Picchi). E teve notícia boa para o carioca Oro que recuperou a estrela que havia perdido no ano passado, quando fechou suas portas para mudanças em seu endereço e perfil.

Em São Paulo, sete novas casas entraram para a famosa Bib Gourmand, lista dos restaurantes de boa cozinha e bom preço, são eles:

  • Casa do Porco
  • Bistrot de Paris
  • Più
  • Tanit,
  • Tonton,
  • Niaya
  • La Peruana Cevicheria

E na lista do Rio:

  • Bottega del Vino

O evento está em sua 3ª edição e em breve o guia chegará nas livrarias. Nesta edição apenas um restaurante aberto teve sua estrela perdida, que foi o caso do Attimo em São Paulo. O paulistano D.O.M., continua mantendo sua classificação com duas estrelas há três anos, o que novamente já era de esperar devido a sua excelência. Até então nenhum restaurante brasileiro teve a cotação máxima de três estrelas, que indica um restaurante pelo qual vale viajar

CONFIRA A LISTA DOS MENCIONADOS NO GUIA MICHELIN 2017 RIO/SP:

DUAS ESTRELAS
D.O.M. (SP)

UMA ESTRELA
Laguiole (RJ)
Oro (RJ)
Eleven (RJ)
Lasai (RJ)
Mee (RJ)
Olympe (RJ)
Dalva e Dito (SP)
Esquina Mocotó (SP)
Fasano (SP)
Huto (SP)
Jun Sakamoto (SP)
Kan Suke (SP)
Kinoshita (SP)
Kosushi (SP)
Maní (SP)
Picchi (SP)
Tête à Tête (SP)
Tuju (SP)

BIB GOURMAND

Artigiano (RJ)
Bottega del Vino (RJ)
Entretapas (RJ)
Gurumê (RJ)
Lima Restobar (RJ)
Miam Miam (RJ)
Oui Oui (RJ)
Pomodorino (RJ)
Restô (RJ)
Riso Bistrô (RJ)
Antonietta Empório (SP)
Arturito (SP)
Le Bife (SP)
Bistrot de Paris (SP)
Bona (SP)
Brasserie Victória (SP)
A Casa do Porco (SP)
Casa Santo Antônio (SP)
Ecully (SP)
Jiquitaia (SP)
Manioca (SP)
Mimo (SP)
Miya (SP)
Mocotó (SP)
Niaya (SP)
La Peruana Cevichería (SP)
Petí Gastronomia (SP)
Più (SP)
Tanit (SP)
Tartar & Co (SP)
TonTon (SP)
Tordesilhas (SP)
Zena Caffè (SP)

Sobre o Guia Michelin

O guia oferece uma seleção dos melhores restaurantes e hotéis ao redor do mundo. Atualmente, sua seleção é composta por 27 guias, que cobrem 26 países em 4 continentes.
Tudo começa com dois irmãos em 1889 na França: uma empresa de pneus, em uma época que dirigir era uma aventura para poucos. Quando quase 3 mil carros circulavam na França pelos anos 1900, uma época sem GPS, Google Maps, quiçá Internet, os irmãos tiveram uma ideia de criar um pequeno guia com informações úteis para os novos aventureiros e pioneiros da estrada, reunindo diversos estabelecimentos de abastecimentos à troca de pneus (visionários, né?), recomendando lugares para comer e dormir, nascendo assim o Guia Michelin.
Com o passar do tempo o guia foi se tornando uma referência. Em 1920 o guia, que antes era gratuito, se tornou pago, removendo-se as publicidades, o que gerou um guia com liberdade quanto à avaliação dos lugares (visionários mais uma vez) e também tornou possível novos estabelecimentos que surgiam, os bons restaurantes.

Em 1923, o guia criou uma nova seção que se chamava “Hotéis e restaurantes recomendados”. Pela primeira vez os restaurantes foram referenciados independentes dos hotéis, a partir daí os restaurantes começaram a ganhar estrelas. Contudo, em 1926, o significado de uma pequena estrela foi definido como “reconhecido por sua boa comida”.

Este texto e fotos fazem parte de release recebido sobre o assunto.
Algumas informações foram incluídas, de acordo com a minha própria percepção.

Receitas e artigos relacionados:

E você, o que achou? Comente!

  • * Você pode inserir estas tags no comentário: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>