Receita de frango marinado com shoyo e gergelim e risoto de ervilha

Home / Receitas de Carnes e Aves / Receita de frango marinado com shoyo e gergelim e risoto de ervilha

foto de frango marinado com batatas, shoyo e gergelim e risoto de ervilha
Oi Minha Gente!
Eu vou confesar, adoro um feriado e neste final de semana de feriado prolongado estarei em off. Vamos para o rancho descansar, divertir e preparar muita comida boa, é claro.
Mas antes, deixo uma receita pra vocês. Já tinha tempo que meu vizinho e amigo Rodrigo estava querendo fazer um frango marinado. Então, aproveitei que tinha umas coxinhas de frango temperadas em casa e fiz um marinado, deixando na geladeira por 2 dias. Vocês não imaginam como a carne e o tempero ficaram suculentos. Como ficou mais forte, fiz um risoto de ervilha para acompanhar. Então, quem estiver com tempo e quiser aproveitar esses 4 dias de folga, dá pra arriscar tranquilo nessa receita.

Ingredientes para o frango marinado no shoyo e gergelim

  • coxinhas de frango temperadas levemente
  • shoyo
  • pimenta cayene
  • tandoori
  • gergelim preto
  • alho em lascas
  • batatas descascadas em pedaços

Preparo do frango

Disponha as coxinhas e as batatas num refratário com tampa. Salpique o tandori e uma pitada de cayene. Regue com shoyo (o quanto você achar necessário) e por fim, acrescente alho em lascas e o gergelim preto. Tampe o refratário e sacuda, até o tempero incorporar bem. Se você tiver aqueles saquinhos Zip Loc também serve. Leve para a geledeira e deixe marinando por 2 dias. De vez em quanto, passe por lá e dê uma sacudida de leve. Quando chegar o dia, tampe com papel alumínio e leve ao forno.

Ingredientes para o risoto de ervilha

  • 1 xícara de chá* bem cheia de arroz arbóreo (arroz para risoto
  • 1/2 cebola corta bem miudinha
  • 2 colheres de manteiga sem sal + 1 colher para finalizar
  • 1/2 taça de vinho branco seco de boa qualidade1 1/2 litros de caldo de legumes
  • ervilhas
  • utilize 1/2 xícara de chá por pessoa

Preparo do risoto

Etapa 1
Aqueça o caldo. Em uma outra panela “grande” aqueça a manteiga. Adicione a cebola e refogue. A partir daí a receita pede a sua atenção total e você não deve se afastar da panela. Aumente o fogo e adicione o arroz, mexa bem e deixe fritar. Mexa ele constantemente de forma a não queimá-lo, ele não deve ficar dourado, apenas incorporar a manteiga. Depois de 2 ou 3 minutos diminua o fogo para médio e adicione o vinho branco e continue mexendo. Ele vai chiar e você deve misturar todos os ingredientes da panela, nesta etapa todo o álcool da bebida vai evaporar.
Etapa 2
Assim que o vinho for absorvido pelo arroz e secar, acrescente a primeira concha de caldo quente. Você agora não deve parar de mexer, não se esqueça de esfregar o fundo da panela deixando o fundo bem limpo para que o arroz não grude. Vá acrescentando mais conchas de caldo, a medida que a água for secando.Vá experimentando o arroz e observando a textura e continue mexendo. Acescente as ervilhas e continue mexendo.

Etapa 3
Continue acrescentando caldo e mexendo. O ponto do arroz, deve ser al dente. É quando você morde no grão e ele ainda está firme. Preste atenção também na quantidade de caldo, porque o risoto não é soltinho como o arroz, ele é papado mesmo, aliás, muito papado. Experimente para ver se haverá necessidade de colocar sal. Na maioria das vezes, não coloco sal, mas como não coloquei queijo e a ervilha tem o sabor mais suave, precisei acertar o sal. Desligue o fogo e adicione a colher de manteiga, que deverá deve estar bem gelada, no centro da panela. Misture delicadamente, sem encostar a colher na manteiga, ou seja, misture na lateral da panela, de forma que manteiga fique no meio e vá se desfazendo aos pontos. Isso ajudará o seu risoto a ficar com este brilho e da o gostinho especial.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.