Categoria: Receitas para crianças

Sucos de fruta para o bebê

segunda-feira, 01 agosto 2011

Como falei pra vocês, Edu já está almoçando e jantando e a frutinha da tarde, passou para a manhã.

Edu sempre gostou de água, o que é muito bom, porque muitas crianças detestam beber água, mas agora, além da água, ele toma suco de fruta após as refeições e anda gostando bastante. Começei com a laranja da ilha, que é bem docinha e com o suco de cajú, indicações do pediatra. Tudo sem açúcar, é claro e logo na semana seguinte, já introduzi o suco de melão e o de melancia. ele adorou esses dois últimos.

Agora, quero fazer um suco de tangerina. Achei uma tangerinha importada no supermercado bem docinha e quero fazer pra ver se ele vai gostar.

Ainda não posso dar nada muito ácido nem azedo, como limão, maracujá, abacaxi, mas quem tiver mais dicas para sucos docinhos nessa fase, pode me falar que vou experimentando aos poucos.

Dica

Suco diluído – o idela é dar água ao bebê, mas se ele resistir, ofereça suco de frutas fraquinhos, diluídos em água. Isso porque o suco é calórico e pode estufar o bebê, sem fornecer os nutrientes necessários. Além disso, alguns sucos são ácidos demais e agridem o estômago do bebê. E como as frutas contêm muito açúcar podem acostumar mal o bebê e pior, provocar cárie.

Depois que passou a comer comida, meu bebê largou o peito. Como faço para ele voltar a mamar?

É importante o bebê continuar a mamar no peito ou na mamadeira até completar 1 ano. Se recusar o peito, ofereça a mamadeira. Procure ofecerer o peito nos momentos que ele buscar conforto e carinho, e não quando está com fome. A hora de dormir e logo ao acordar pela manhã são os momentos ideais para uma mamada longa e completa – nessas duas ocasiões ele pode obter quase tudo de que precisa. Experimente também dar o peito 1 hora antes da papinha, assim ele vai tomar o leite anterior e um pouco do leite posterior nutritivo quando já estiver com fome, e poderá comer mais tarde. Ofereça alimentos variados ao desmamá-lo.

Fonte de consulta: O Livro Essencial da Alimentação Infantil – Annabel Karmel

Comentar! Comentários: 2

Papinha doce – maça

domingo, 24 julho 2011

Fiz as pazes com a maça.

Quando começei a falar das papinhas do Edu, comentei no post que estava com dificuldade de dar maça para o Edu. Mas outro dia comprei aquela maça argentina, que é maior e foi legal de raspar. Ele adorou. Agora que perdi o medo da maça, virou rotina.

Muitas mamães e leitoras me incentivaram quanto a maça e me deram força pra tentar… kkk… isso é muito bacana, saber que vocês leem com carinho as coisas que escrevo aqui.

Edu já começou a jantar e tem muita coisa bacana pra contar pra vocês.
Vou correr pra escrever os outros posts!

Dicas

  • Quando estiver à mesa, mantenha todos os objetos perigosos e as substâncias inadequadas para a criança fora de alcance.
  • Ao escolher o cadeirão deve-se ter muito cuidado. Verifique que é confortável, mas também se a estrutura é firme e estável e se o produto possui um cinto de segurança. Nunca deixe a criança sozinha ou com o sinto solto no caldeirão.
Comentar! Comentários: 3

Receita de sobremesa de gelatina vários sabores

terça-feira, 19 julho 2011

Essa é uma sobremesa com gostinho de infância. Minha mãe fazia muito essa gelatina com vários sabores. É uma sobremesa fácil pra agradar a criança nesse período de férias. Afinal, por que será que criança gosta tanto de gelatina. Será que o Edu vai gostar??? Uma dica pra deixar a sobremesa mais interessante é acrescentar um pouco de guaraná.
Continue Lendo

Comentar! Comentários: 13

Papinha salgada de banana da terra e cará

segunda-feira, 18 julho 2011

Aqui tá uma variação que o Edu adorou.

Minha mãe tinha falado da batata doce, que falei no último post de papinha salgada e também me deu a dica da banana da terra, que é muito rica em ferro. Que me corrijam os nutricionistas. Pois bem, o Edu amou a banana da terra, aliás ele anda comendo tudo com a boca mais boa do mundo. Hoje, ele comeu papinha com feijão, mas falarei essa mais tarde.

Estou refogando todas as papinhas no azeite de oliva extra virgem, alho e cebola. Lembrando mais uma vez que a papinha não precisa ser ruim. Seu filho merece uma comida gostosa, nutritiva e feita com carinho. Por isso, quando o filhote começar a comer, leia, converse com outras mães, com o seu pediatra e use sempre, o seu instinto.

Quero aproveitar este post para reforçar uma coisa

Edu já começou a sua introdução aos sólidos, porque não mamou no peito e foi com a indicação do seu pediatra. Se o seu bebê mama no peito, dê preferência ao leite materno, sempre e converse com o seu pediatra sobre o início das papinhas.

Você Sabia…

que pode ensinar o bebê a usar talheres desde o início?
Escolha um modelo leve de plástico macio, sem pontas nem cantos, proporcional a mãozinha dele. As criançcas só desenvolvem o domínio dos talheres bem mais tarde, por volta dos 2 ou 3 anos de idade, às vezes até mais. Mas isso não significa que não possam praticar. Encoraje-o experimentar enquanto você o alimenta.

Fonte de consulta: O Livro Essencial da Alimentação Infantil – Annabel Karmel

Comentar! Comentários: 2

Papinha salgada de batata doce, abobrinha e carne

quarta-feira, 06 julho 2011

Como falei pra vocês, resolvi mudar e diminui os ingredientes da papinha e seguindo o conselho de minha mãe, usei a batata doce para facilitar o paladar do Edu. Ainda continuei misturando a carne e refogando tudo com azeite, alho e cebola.

A aceitação foi bem mais positiva do que a 1ª papinha salgada e ele comeu mais e com maior satisfação.

Por volta dos 5 meses em diante, pequenas porções de comida são aceitáveis. Considerando, é claro, que o bebê ainda não tem habilidade para mastigar, o que leva tempo. Ofereça apenas alimentos macios, que possam viram um purê ou serem amassados com o garfo e que sejam adequados para a idade dele. Evite alimentos que contenham aromatizantes, colorantes ou adoçantes, e não dê sal nem açúcar, para não comprometer o seu paladar ao experimentar o adocicado natural das frutas e hortaliças.

Comentar! Comentários: 4

A 1ª papinha salgada

domingo, 03 julho 2011


Oi Pessoal!
Falando novamente sobre as primeiras experiências gastrônomicas do Edu, hoje vou mostrar como foi a 1ª papinha salgada dele. As primeiras colheradas ingeridas pelo bebê são um marco para você e para ele. É natural sentir ansiedade pela aproximação do desmame. Como o Edu não mamou no peito, a introdução dos sólidos começou quando ele completou 4 meses. A recomendação apropriada para o desmame, feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é aos 6 meses, mas sabe-se que o sistema digestivo e imunológico do bebê se torna apto a tolerar alimentos, por volta da 17 semana de idade, mas o momento exato na verdade, depende de cada criança. Se o seu bebê parece ter fome com mais frequência, demosntra interesse por alimentos que você esteja comendo e faz movimentos de mascar, morder ou enfiar os dedos na boca, talvez ele esteja pronto, então fale com o seu pediatra.

Continue Lendo

Comentar! Comentários: 19

As 1ª papinhas do Edu

segunda-feira, 27 junho 2011

Olá Pessoal!
Essa semana vou inicial com um assunto muito esperado pelos leitores e leitoras do Cozinha Travessa – as 1ª papinhas do Edu. Quero deixar claro, que vou passar aqui as minhas experiências como mãe. O que eu vou fazer, não posso dizer que é a verdade absoluta, são apenas erros e acertos de uma mãe de primeira viagem tentando fazer o melhor pelo seu filho. Então, me desculpem se eu falar alguma coisa equivocada. Estou aberta para todas as sugestões possíveis.
Continue Lendo

Comentar! Comentários: 14

Receita de bauru ou misto quente

quinta-feira, 23 junho 2011

Eu cresci aprendendo que isso aí é um bauru, mas muita gente chama de misto de quente, o que é nada mais, nada menos, do que pão de forma, queijo, presunto e tomate. Isso aí só foi um jeito descontraído de servir e aproveitar o café da tarde com o maridão e o filhote. Aproveitei e usei um chester recheado de tomate seco, ao invés do presunto. Ah, pra cortar redondinho, usei um copo plástico da boca larga e borda fina.

Tá aí uma ótima dica para o lanche da criançada!

Comentar! Comentários: 7