Categoria: Receitas de Acompanhamentos

Receita de omelete de mussarela e alho poró

terça-feira, 06 julho 2010


Bom  Dia Pessoal!
Ontem chegamos em casa e fomos assistir Alice no País das Maravilhas. Estava louca pra ver (adorei) mas antes de tudo, banho e algo para comer, porque estava faminta. Resolvi fazer uma omelete de mussarela e alho poró, pra acompanhar, uma saladinha de palmito e milho. Eu tenho uma frigideira omeleteira de 12cm de diâmetro de teflon, que é ótima. Nem muito grande, nem muito pequena. Uso ela pra isto e para fritar ovo. É ótima, porque é barata e você encontra em qualquer supermercado. Vale a pena ter uma em casa. Você pode variar a omelete com o recheio que quiser, é só dar uma vasculhada na geladeira e ver o que tem.

Ingredientes (para cada omelete)
– 2 ovos caipiras
– 1 tiquinho de leite integral (aprendi isso no hotel)
– 1 pitada de sal
– 1 pitada de pó royal
– 1 fatia de mussarela em tirinhas finas
– alho poró em rodelinhas finas

Preparo
Num bowl acrescente todos os ingredientes e bata com o foue ou um garfo. Apesar de teflon eu sempre coloco um fio de azeite na frigideira. Asse dos dois lados e sirva. Peguei uma foto no google para mostrar pra vocês como é a frigideira omeleteira. Olha aí. Assou de um lado é só você fechar a panelinha e virar. Simples e não desmancha a sua omelete, caso você não tenha prática.

Comentar! Comentários: 8

Receita de feijão tropeiro

segunda-feira, 21 junho 2010

Oi Gente!
Graças à Deus a semana de enjoos durou pouco. Tomará que não volte. Começou terça-feira passada e durou até sábado. Domingo eu já levantei outra pessoa, mas também, eu rezei tanto pra melhor, que acho que deu certo. Ontem, domingão de copa, assistimos o jogo em casa e recebemos alguns amigos, então, eu tinha que melhorar, porque precisa ir pra cozinha. Mas deu tudo certo. O cardápio foi sugestão do Alceu, claro, ele sempre me ajuda na hora de escolher o que fazer e foi a primeira vez que fiz um feijão tropeiro e até que ficou bom. Não sei se segui a receita certinha, mas fui pela intuição. Pra acompanhar, fiz a famosa farofa de maracujá, que é sucesso absoluto e arroz carreteiro com jiló, que ficou um desbunde. Olha aí então, a receita do meu primeiro feijão tropeiro.

Ingredientes
– 1/2kg de feijão jalo
– 2 mãozadas genorosas de couve picadinha
– farinha de mandioca com bijú
– 1 cebola grande picadinha
– azeite de oliva extra virgem
– 2 calabresas fatiadas finamente
– alho em lascas
– folhas de louro
– sal marinho

Preparo
Cozinhe o feijão na pressão com folhas de louro. Não deixe cozinhar muito, porque senão, você não consegue o ponto do tropeiro e sim de tutu. Escorra a água do feijão e reverse.  Numa frigideira funda e grande forre o fundo com azeite e adicione a cebola. Deixe dourar. Jogue o feijão (sem caldo) e mexa deixando refogar bem. Acrescente as calabresas fatiadas já fritas e sem óleo. Mexa bem. Adicione a farinha de madioca. Não sei te falar o quanto, mas você vai perceber quanto, tenho certeza. Acerte o sal e acrescente a couve. Pronto. Se você quiser, pode jogar ovos cozidos e fatiados por cima. Eu não tinha, por isso não coloquei. Resultado do meu feijão tropeiro: não sobrou!


O arroz com carne é simples, já fiz aqui pra vocês lembram, a diferença é que acrescentei o jiló fatiado em gomos, na hora do cozimento. Pra quem não gosta de jiló, não tem efeito algum, não pega o gosto no arroz, mas pra quem gosta, o jiló fica maravilhoso. Como fiz a farofa de maracujá, usei bacon e não joguei a gordura fora, depois aproveitei ela pra refogar o arroz. Um veneno (eu sei), mas de vez enquando, não faz mal né… rsrsrsrs…

Comentar! Comentários: 10

Receita de costela suína e arroz negro japônico

domingo, 23 maio 2010

foto de um prato com um pedaço de uma costela suína assada arroz negro japonico e um ramo de alecrim para decorar
Compramos este arroz aí, lá no Empório Santa Luzia, em São Paulo. O Alceu tava doído pra experimentar, mas quebramos a cabeça pra achar uma carne que seria forte. Ligamos para o Rodrigo, que já estava na rua e fizemos a encomenda de uma costela suína. Esse arroz negro japonico é bem aromático. Foi desenvolvido na Califórnia a partir de sementes japonesas. É a combinação de dois tipos de arroz cultivados no mesmo campo formando arroz mogno (marrom). O arroz proporciona uma suculenta textura, um sabor exótico parecido com o sabor do cogumelo e um doce apimentado. É mais suave e macio que o arroz negro. Como já tinha feito o arroz negro uma vez, antes, coloquei ele de molho na água pra amaciar o grão (dica do Alceu). O tempero da carne foi especial e fez a diferença. Com a ajuda do Rodrigo, temperamos, fechamos com alumínio e direto pro forno. A carne demorou bastante pra assar, então, se for testar a receita, não faça muito tarde pra você não comer de madrugada… rsrsrs… Um Crios de Susana Baldo – Cabernet Sauvignon acampanhou bem o prato.
Continue Lendo

Comentar! Comentários: 5

Receita de arroz 7 grãos com cebola roxa e frango desfiado

quinta-feira, 20 maio 2010

Bom Dia Pessoal!
Mais uma receitinha pra agradar os meus leitores adeptos a comida natureba.
Outro dia comprei o arroz 7 grãos pra fazer o meu jantar tailandês (não sei se vocês lembram). Ele é muito saboroso, além de saudável, claro. Dá pra fazer um monte de combinação com ele. Esse dia aí, coloquei o frango desfiado (porque tinha um pouco congelado), mas acrescentei cebola roxa fatiada “bem fininha” e um cream cheese com uma amêndoa para decorar. Servi com entrada. O pessoal adorou! então, confere aí a receita de arroz 7 grãos, com cebola roxa e frango desfiado.
Continue Lendo

Comentar! Comentários: 5

Receita de panqueca

quarta-feira, 19 maio 2010


Há tempos eu procurava uma receita de panqueca diferente da minha, principalmente para fazer no café-da-manhã. Navegando pelo Quitandoca, da minha amiga Glau, achei o que estava procurando.
É uma massa que tem mais ingredientes. Não apenas ovo, leite e farinha de trigo como a que costumo fazer, mas eu gostei demais, porque ela fica tão fofinha e pela consistência da massa, dá pra fazer ela menorzinha, o que dá um charme à mais no café-da-manhã.

Ingredientes
– 160 gramas de farinha de trigo
– 335 ml de leite
– 20 gramas de açúcar
– 15 gramas de bicabornato de sódio
– 2 gemas
– 15 gramas de manteiga sem sal derretida
– 2 claras em neve
– 2 gramas de fermento em pó
* Eu preciso comprar uma balança digital para a minha cozinha. Vou falar a verdade, essas quantidades aí, eu fiz tudo no olho e com a ajuda do copo medidor. Fico ótimo e acho que me dei bem.

Preparo
Numa tigela coloque o açúcar e o bicabornato e peneira a farinha e o fermento. Junte as gemas aos poucos e misture com a ajuda do fouet. Acrescente o leite delicadamente, batendo sem parar. Adicione a manteiga derretida e misture mais. Passe essa massa por uma peneira, para que ela fique lisinha. Por último, incorpore as claras em neve. Unte uma frigideira antiaderente, encha uma concha e despeje no centro da frigideira delicadamente. Quando estiver pronta de um lado, vire para que cozinhe do outro lado. O recheio fica por sua conta. Eu usei nutella, geléia de amora e requeijão cremoso.

Comentar! Comentários: 8

Receita de arroz cremoso com carne e ovos cozidos

segunda-feira, 17 maio 2010

Final de semana retrasado, comemoramos o aniversário de uma grande amiga, irmã e cumadi, a Fran. E que também, foi aniversário do Panela, Pan para os íntimos. Fomos passar uma tarde de sábado com a galera mais pingaiada e animada do planeta… rsrsrsrsrs… tudo bem, já tá todo mundo mais velho, mas o povo entornou um caldo só. Chegando lá, já fui me ambientizar com a cozinha do local, claro, eu adoro conhecer a cozinha dos outros. Já fui logo assumindo a bagunça da machaiada. Por que será que homem faz tanta bagunça na cozinha heim?! Tudo bem, tem homens muito organizados, mas esses aí, hummm, não sei não. Arrumando tudo, achei um companheiro que foi com a minha cara… hehe… o Fernando, irmão mais velho do Pan e dono da linda casa. Juntos e com o Alceu e a esposa do Fernando, ficamos batendo um bom papo, falando de cozinha e ajeitando tudo pra turma. Tava ficando tarde e a fome da galera tava aumentando, então resolvi fazer um arroz bem suculento. Você vê que o povo tá fome, quando eles começam a rondar a cozinha. É ótimo observar isto… rsrsrs… então agora, conferi aí a descrição desse arroz cremoso com carne e ovos cozidos.
Picamos um contra-filé em cubos pequenos e numa super panela, acrescentei óleo e umas 3 cebolas grandes picadinhas. Deixei dourar. Fritei a carne, bem fritinha. Enquanto isso, um balde de caldo de carne, fervia na outra boca do fogão. Carne fritinha, acrescentei o arroz (1 1/2 kg) e deixei refogar. Acrescentei o caldo quente de carne, acertei o sal, tampei aguardei o arroz cozinhar. Depois de pronto, acrescentei 2 caixinhas de creme de leite, para deixar o arroz bem cremosinho. Arroz no ponto, espalhei um molho de tomate por cima, salsinha e ovos cozidos picados em rodelas. Pergunta aí se o negócio não ficou bom?! O Dilim, com toda a sua inspiração no momento, deu o nome ao prato: Arroz de Franela, em homenagem aos aniversariantes Fran e Panela e assim ficou, um delicioso arroz para celebrar a amizade, o amor e a paz!


Tive que prometer que colocaria o prato no blog, então, meus amigos: promessa é dívida. Tá aqui o Arroz de Franela. Obrigada pelas fotos, pela cia e por essa alegria contagiante! Abaixo, uma sessão de publicidade free (sem cachê) para o Cozinha Travessa! Adorei!

Comentar! Comentários: 6

Jantar Tailandes – Receita de Frango ao Coco e Curry, Pernil ao Gengibre e Shoyo e Arroz Aromático de Jasmim

quinta-feira, 25 março 2010

Oi meu Povo!
Tô aqui com mais um post do meu Jantar Tailandes, que aconteceu lá em casa, sábado passado, com os meus queridos amigos da Confraria. Vou falar heim… eu me superei… rsrsrsrsrs… os confrades não sabiam o que tava mais gostoso. Foi um “desbunde” de sabores e beleza aos olhos. Confiram as 3 receitas que fizeram parte do prato principal. E oh, são bem fáceis viu, juro por Deus! Destaque para o bowl (prato fundo) lá da D’une Maison, que fez a diferença na hora de servir!

FRANGO AO COCO E CURRY (receita para 12 pessoas)

Ingredientes
– 6 peitos de frango em cubos
– 2 vidrinhos de leite de coco
– curry
– coco ralado
– sal
– cebola e alho

Preparo
Cozinhe o frango numa panela com um fio de óleo, cebola e alho. Deixe ele cozinhar bem. Vai soltar bastante água e depois vai secar e o frango vai começar a dar aquela fritadinha. Quando ele começar a dourar, salpique o curry, mais ou menos umas 2 colheres rasas e misture bem. Depois despeje o leite de coco e acerte o sal. Para finalizar, salpique um pouquinho de coco ralado e misture.

PERNIL AO GENGIBRE E SHOYO (receita para 12 pessoas)

Ingredientes
– 1kg de pernil em cubos grandes (fiz só 1kg porque tinha muito frango)
– 1 xícara de chá de shoyo
– 1 gengibre grande (do tamanho da mão) em tirinhas

– gergelim preto
– sal se necessário

Preparo
Cozinhe o pernil numa panela com um fio de óleo, cebola e alho. Deixe cozinhar bem, principalmente porque é carne de porco. Depois que ela começar a dourar, acrescente o shoyo e o gengibre. Mexa bem e experimente pra ver se precisa de sal. Salpique gergelim preto. Se precisar de mais shoyo, pode acrescentar.

ARROZ JASMIM (receita para 12 pessoas)
– 12 xícaras de café de de arroz jasmim (olha aqui o que eu usei)
– cebola e alho
– 1 pimentão verde em tirinhas finas
– 1 pimentão vermelho em tirinhas finas (nesse dia não achei o vermelho)
– 1 pimentão amarelo em tirinhas finas

Preparo
Faça o arroz como de costume. Na hora que colocar a água quente,  para cozinhar, coloque as tirinhas de pimentão e misture, tampe e deixe seguir o rítmo normal do cozimento.


MONTAGEM DO PAPELOTTI
1) Com as comidas bem quentes e saindo fumaça, começe a montagem;
2) Num prato fundo, corte um pedaço (+ou- 60cm) de papel manteiga e coloque no prato;
3) No centro do papel, coloque as quantidades das comidas, uma do ladinho da outra;
4) Salpique mais coco ralado em cima do frango;
5) Feche o papel manteiga, para aprizionar o aroma de tudo;
6) Os convidados devem abrir o papel manteiga e sentir o aroma das combinações.

Se você fizer para menos pessoas, você pode colocar os papelottis numa assadeira e levar ao forno por alguns minutos, para acentuar ainda mais os aromas.

Não viram o que fiz de entrada?!
Então, entra aqui.
Foi uma salada 7 grãos, com frango desfiado e alho-poró e espetinhos de shitak.

P.S.: Jasmim lá da casa do meu afilhado “lindo” o Francisco, quem me ajudou a colher, junto com a sua mamãe Isma!

Comentar! Comentários: 7

Receita de Farofa com Maracujá

terça-feira, 09 março 2010


Outro dia destes, fui comer uma “super feijoada” na casa dos nossos amigos Tchucos (Juliano e Yone) e eles fizeram uma farofa divina, para acompanhar a tal iguaria. A farofa era de milho e tinha maracujá. É podem acreditar, maracujá. Pois bem, churrasquinho final de semana, lembrei da farofa e resolvi fazer, mas não tinha farinha de milho, tinha só farinha de mandioca com bijú. Então, era o que tinha pra hoje, mão na massa e saiu uma farofa maravilhosa, que fez mais sucesso que a picanha. A sementinha do maracujá é tudo de bom, quando a gente come a farofa.
Ah, se você não viu a outra farofa, dá uma olhada aqui.

Ingredientes
– 500 gramas de farinha de mandioca com bijú (ou farinha de milho)
– 3 colheres generosas de manteiga de leite
– 1 cebola grande
– bacon picadinho e fritinho (escorra o óleo)
– sal à gosto
– 1 pimenta caribenha sem semente (pode ser dedo-de-moça também)
– 1 polpa “com semente” de um maracujá fresco

Preparo
Pique o bacon e frite. Escorra, reserve e descarte o óleo. Numa frigideira grande e funda, coloque a manteiga e a cebola picadinha. Deixe fritar. Acrescente a farinha e mexa bem. Acrescente o bacon e umas pitadas de sal se for preciso. Mexa mais um pouco. Acrescente a polpa do maracujá e misture pra valer, até incorporar bem.

Comentar! Comentários: 9

Receita de Farofa com Banana Frita e Bacon

sábado, 13 fevereiro 2010


Oi Gente!
Bom dia pra vocês nesse sábado de Carnaval!
Pra quem tá armando um churrasquinho, nada melhor do que uma deliciosa farofa para acompanhar a carne e aquele vinagrete bem temperadinho. EU AMO FAROFA e inspirada na deliciosa farofa de final de ano da minha amiga Lígia Inês (que é uma receita de família), fiz a minha versão da farofa. Vejam que delícia. Ah, e se sobrou aquela banana frita do almoço de ontem, vale usar heim.

Ingredientes
– 500 gramas de farinha de mandioca com biju
– 3 colheres bem cheias de manteiga de leite com sal
– 100 gramas de bacon
– banana frita (que sobrou do almoço)
– 1 cebola grande picadinha
– sal à gosto

Preparo
Numa frigideira grande e funda, pique o bacon e frite. Escorra, reserve e descarte o óleo. Na mesma frigideira (não precisa lavar), coloque a manteiga e a cebola picadinha. Deixe fritar. Acrescente a farinha e mexa bem. Acrescente o bacon e a banana frita picadinha em cubinhos pequenos. Acerte o sal se for preciso. Mexa mais um pouco e pronto. Tá pronta a sua farofa!

BOM CARNAVAL PRA VOCÊS E SE BEBER, NÃO VAI DIGIRIR HEIM!

Comentar! Comentários: 4

Receita de Arroz Negro com Carré de Cordeiro

quinta-feira, 17 dezembro 2009

Olá Pessoal!
Outro dia, passeando pelo D’Ville do Karaíba (aliás, eu adoro passear pelos corredores do supermercado, pra ver coisas interessantes e me inspirar na cozinha, ainda mais o D’Ville que é recheado de novidades) comprei uma caixinha de arroz negro. Tinha um tempão que queria comprar, para experimentar, mas me faltava coragem, porque a bichinha é cara. Mas tudo bem, vida de gourmet é assim. Eu preciso inventar pratos diferentes pra mostrar pra vocês. Comprei o arroz e fiquei namorando ela na cozinha. Ontem, o Alceu se enpolgou e quis fazer o restante do carré de cordeiro, que estava congelado. Lembram que fiz outro dia, olha a receita aí. Pois bem, o Alceu tá virando especialista em temperar carne, foi ele então para a cozinha temperar a danada. Eu me esbanjei. Não era muito fã de carne de carneiro, até comer o carneirinho temperado pelo Alceu… rsrsrsrsrsrs… não posso ficar falando muito não, porque ele anda tão metido, vocês precisam ver. Ah, me perdoem, mas a foto não ficou tão boa, porque tinha esquecido a minha máquina no escritório, então tive que usar o celular.

ARROZ NEGRO
Ingredientes
– arroz negro (uma medida legal é usar 1 xícara de café para cada pessoa)
– cebola

– manteiga
– vinho branco
– caldo de carne

Preparo (lembrando que fiz apenas para 2 pessoas)
Ferva +ou- 1 litro de água e coloque 1 caldo de carne. Reserve. Numa panela, coloque uma colher bem cheia de manteiga e 1/2 cebola picadinha. Deixe corar um pouco e acrescente o arroz, sem lavar. Mexa bem por 1 minuto, regue com um pouco de vinho branco. Depois que o vinho evaporar, coloque umas 6 conchas de caldo de carne. Mexa bem e tampe. Deixe o arroz refogar por uns 30 minutos. Vá experimentando o grão e se precisar de mais caldo, coloque. Percebam que não coloquei sal, por causa do caldo de carne. Diferente do risoto, o arroz negro é um grão mais duro e não precisamos ficar mexendo como o risoto. Ele tem um cheio delicioso e sabor inconfundível, que lembra avelã ou amêndoas. É maravilhoso. Você pode fazer ele como risoto também, deixando mais molhadinho. Depois que a água secar e você perceber que o arroz está no ponto, desligue e sirva junto com a carne. Se você não gostar de carneiro, sirva com um filé ao molho de funghi, por exemplo. O arroz pede uma carne mais forte, por conta do seu sabor marcante.


CARRE DE CORDEIRO

Ingredientes
– carre de cordeiro
– sal grosso (usamos o Aji Sal)
– vinho branco
– pimenta em pó (pimenta em pó chamada Cayenne)
– azeite de oliva extra virgem
– alecrim fresco
– mel

Preparo
Use a quantidade de carne de acordo com o número de pessoas. Unte uma forma de alumínio e coloque as carres. Dessa vez o Alceu fez a mistura\ do tempero diferente. Regue a carne com vinho branco. Depois, numa cumbuquinha com socador, amasse as folhas de alecrim, um pouco de shoyo e o sal grosso. Jogue essa misturinha sobre as peças de carne. Salpique a pimenta e espalhe um pouco de mel. Cubra a forma com papel alumínio e no forno pré-aquecido leve por 40 minutos. Depois retire o papel alumínio, regue a carne com o caldo que soltar e volte para o forno por mais uns 15 minutos.

Comentar! Comentários: 6