Categoria: Pessoal

Tá quase…

segunda-feira, 27 julho 2009

Oi meu povo!
O problema do notbook já tá quase resolvido.
Tô fazendo um backup para pode usar um desktop e assim, vou poder postar as últimas novidades pra vocês. Sexta-feira passada, fiz uma trouxinha com massa de panqueca e o recheio de bacalhau. O negócio ficou um luxo… Aguardem!

Beijos para todos e obrigada pelos acessos =)

Dani

Comentar! Comentários: 4

De mãos atadas =(

quinta-feira, 23 julho 2009

Alguém pode me explicar porque somos tão dependentes de tecnologia?!
Meu notbook deu um piripaqui hoje de manhã… ainda não sei o problema, mas o que me deixa triste é não poder postar pra vocês, porque todas as minhas fotos e recursos estão nele. Estou aqui, no notbook da minha mãe, só para informá-los desta notícia desastrosa. Não desistam de mim, no mais tardar amanhã (sexta-feira) acredito que o problema esteja resolvido. Prefiro 1000 vezes ficar sem celular do que ficar sem o meu notbook.

Beijos pra todos =)

Dani

Comentar! Comentários: 5

Hoje é o Dia da Pizza!

sexta-feira, 10 julho 2009

Oi Pessoal!

Hoje é um dia muito gostoso. É o DIA DA PIZZA!
E vai me dizer que uma sexta-feira não combina com pizza?!

Acredita-se que eles foram os primeiros a misturar farinha com água. Outros afirmam que os pioneiros são os gregos, que faziam massas a base de farinha de trigo, arroz ou grão-de-bico e as assavam em tijolos quentes. A novidade foi parar na Etrúria, na Itália.

Ao contrário do conhecimento popular, apesar de tipicamente italiana, os babilônicos, hebreus e egípcios já misturavam o trigo e a água para assar em fornos rústicos há mais de 5000 anos. A massa era chamada de “pão-de-abraão”, muito parecida com os pães árabes atuais, e recebia o nome de piscea.

Os fenícios, três séculos antes de Cristo, costumavam acrescentar coberturas de carne e cebola ao pão; os turcos muçulmanos adotavam esse costume durante a Idade Média e por causa das cruzadas essa prática chegou à Itália pelo porto de Nápoles, sendo em seguida incrementada dando origem à pizza que conhecemos hoje.

No início de sua existência, somente as ervas regionais e o azeite de oliva eram os ingredientes típicos da pizza, comuns no cotidiano da região. Os italianos foram os que acrescentaram o tomate, descoberto na América e levado a Europa pelos conquistadores espanhóis. Porém, nessa época a pizza ainda não tinha a sua forma característica, redonda, como a conhecemos hoje, mas sim dobrada ao meio, feito um sanduíche ou um calzone.

A pizza era um alimento de pessoas humildes do sul da Itália, quando, próximo do início do primeiro milênio, surge o termo “picea”, na cidade de Nápoles, considerada o berço da pizza. “Picea”, indicava um disco de massa assada com ingredientes por cima. Servida com ingredientes baratos, por ambulantes, a receita objetivava “matar a fome” principalmente da parte mais pobre da população. Normalmente a massa de pão recebia como sua cobertura toucinho, peixes fritos e queijo.

A fama da receita correu o mundo e fez surgir a primeira pizzaria que se tem notícia, a Port’Alba, ponto de encontro de artistas famosos da época, tais como Alexandre Dumas, que inclusive citou variações de pizzas em suas obras.

Chegou ao Brasil da mesma forma, por meio dos imigrantes italianos, e hoje pode ser encontrada facilmente na maioria das cidades brasileiras. Até os anos 1950, era muito mais comum ser encontrada em meio à colônia italiana, tornando-se logo em seguida parte da cultura deste país. A partir de 1985, comemora-se o dia da pizza aos 10 de julho.

Foi no Brás, bairro paulistano dos imigrantes italianos, que as primeiras pizzas começaram a ser comercializadas no Brasil. Segundo consta no livro Retalhos da Velha São Paulo, foi nos fornos do restaurante de Geraldo Sesso Jr., a Cantina Dom Carmenielo, que os apreciadores da culinária Italiana passaram a poder degustar a iguaria napolitana.

Aos poucos, a pizza foi-se disseminando pela cidade de São Paulo, sendo abertas novas cantinas. As pizzas foram ganhando coberturas cada vez mais diversificadas e até mesmo criativas. No princípio, seguindo a tradição italiana, as de mussarela e anchova eram as mais presentes, mas à medida que hortaliças e embutidos tornavam-se mais acessíveis no país, a criatividade dos brasileiros fez surgir as mais diversas pizzas.

Fonte: Wikipedia

E aproveitando a ocasião, vamos rever alguns posts relacionados, aqui no blog:
Pizza de frigideira
Focaccia

E viva a PIZZA!

Comentar! Comentários: 3

1 Ano de Cozinha Travessa

segunda-feira, 15 junho 2009

Oi Pessoal!

Como falei no post anterior, semana passada foi muito corrida pra mim. Não é fácil ser do lar, profissional que trabalha em duas empresas da família, esposa dedicada e blogueira… vocês acham que esse negócio é moleza?! Eu me desdobro pra trazer novidades pra vocês quase todos os dias, mas eu adoro essa vida agitada e cheia de coisas e prazos… rsrsrsrsrs… o blog é uma válvula de escape, que me ajuda a desestressar. O dia que não posto fico triste. Ontem, foi o meu aniversário e é muito bom comemorar o aniversário no mesmo mês de aniversário do blog. Então, pra começar esta semana, queria falar um pouquinho do Cozinha Travessa pra vocês, que este mês está comemorando 1 aninho de vida. Pra ser mais precisa, o primeiro post foi dia 11, então a data será dia 11, mas posso comemorar o mês inteiro né?!

Este blog começou com o incentivo incondicional do meu marido Alceu, que é bem conhecido de vocês por aqui, e também, com a ajuda e apoio do pessoal da Webroom. O blog começou ingênuo, sem muitos posts e eu apanhei muito pra fazer tudo, mas aos poucos foi se tornando parte da minha vida. Nas minhas primeiras estatísticas tive 244 visitas no mês e “male male” davam 40 acessos por dia, quando era muito. Hoje, no último mês computado, que foi maio, os números são bem mais expressivos: 13.542 visitas, 11.328 visitantes únicos, nos dias de pouco acesso não tenho menos que 400 visitas e nos dias de maior tráfego passam das 700 visitas. São números que me deixam muito feliz e mais feliz ainda, são os comentários e inúmeros e-mails que recebo diariamente. Eu tento responder todos… juro… mas se algum dia não respondi, por favor, me perdoem, não foi por mau, foi falta de tempo mesmo.

Bom, então hoje, quero aproveitar para agradecer muita gente. Primeiro ao meu maridão, claro, que é o meu empresário… rsrsrsrrs… e meu cobaia número 1, que me insentiva, me dá idéias excelentes para o blog e experimenta todas as gororobas que eu faço. Em segundo ao pessoal da Webroom, em especial algumas pessoas que sempre me acodem na hora do desespero: ao Henrique que foi o meu mestre e me deu dicas preciosas que muitos blogueiros as vezes não tem, ao Victor o meu design que mais parece o Jonhy Bravo que fez esse layout que é um luxo puro, ao Bruno que fez as animações em flash e essa fumaçinha que é um charme, a Fran que me acode nas estatíticas, contas de e-mail, domínios e sobe algumas imagens para o servidor, ao Diego que está dando um gás em algumas reparações do blog que sempre ficam para trás e fez pra mim um sistema de sorteios, ao Flávio, que também fez uns ajustes em php, ao Guibas meu irmãozinho que de vezes em quando me ajuda também, ao Mário do Mega Minas que está me ajudando com idéias e vai me dar um treinamento para que eu possa gerenciar o canal de culinária do Portal, enfim, à todos da Webroom que direta ou indiretamente me ajudam para que o blog seja este sucesso. Em terceiro, tenho que agradecer a minha mãe, ao meu pai e aos meus irmãos que também me incentivam pracaramba. E em quarto e não menos importantes, aos meus amigos que sempre passam por aqui. Amigos antigos, amigos novos, amigos blogueiros, amigos cozinheiros, sem vocês a audiência deste blog não seria um sucesso.

Então, PARABÉNS pra mim (porque ontem foi meu aniversário… rsrsrsrsrs) e PARABÉNS para o COZINHA TRAVESSA que alegra os meus dias e me faz querer cozinhar mais e mais.

Comentar! Comentários: 17

Você também tem um lado peão?

sexta-feira, 13 fevereiro 2009

Hoje, quero contar uma história engraçada, de uma conversa que tive com um novo amigo Flávio Zago. Dia destes, almoçando juntos, eu, ele e meu o marido Alceu estávamos falando de cozinha e ele contando que fez um sanduíche super gourmet, que ficou até orgulhoso de si mesmo. Aí começamos a falar de pizza. Conversa vai, conversa vem e eu confeçei que gostava daquelas pizzas que vem tudo, tipo a portuguesa, espanhola ou aquelas denominadas “moda da casa”. Segundo o Alceu, eu gosto mesmo são das pizzas “caco de telha”, porque vem tanta coisa nelas, que tem até caco de telha… rsrsrsrsrs… aí confessei também uma outra coisa, que amo de paixão comer: pastel de feira, de queijo e guariroba, com aquela saladinha de repolho e tomate. Ah… isso aí é a minha perdição, ainda bem que o Alceu não me deixa comer sempre, senão, comia toda semana, na barraquinha de pastel que tem no caminho pra casa.

Engraçado foi o comentário do Alceu. Ele disse que eu sou tão gourmet para algumas coisas e pra pizza eu sou uma negação… rsrsrsrs… foi aí que surgiu o comentário do Flávio: “- Dani, este é o seu lado peão”. Achei muito engraçada esta expressão, que resolvi contar pra vocês este episódio.

Ah, não posso deixar de comentar também, da minha querida amiga Fran, que eu adoro tanto. Na época de faculdade e até hoje, volta e meia ela me chama de um apelido muito carinhoso – CEARÁ. É porque ela dizia que eu comia muito, mas era verdade, eu sou muito boa de garfo… rsrsrsrsrs… hoje nem tanto, dei uma mudada, mas tem certos pratos que não resisto e o meu lado CEARÁ aflorece novamente… rsrsrsrs…

Bom, então aproveitando a história engraçada, queria perguntar pra vocês:
– QUAL É O SEU LADO PEÃO???

Comentar! Comentários: 11

Cris Guerra e Cozinha Travessa

sábado, 24 janeiro 2009


Gente, hoje fiquei super feliz e emocionada, porque conheci pessoalmente a Cris Guerra. Mineirinha como eu, mas lá de Belo Horizonte/MG, ela participou do painel – O universo feminino nas mídias sociais – que aconteceu hoje (24) no CAMPUS PARTY. A Cris já é uma velha conhecida online… rsrsrsrs… e ela tem dois blogs que eu “simplesmente” adoro – Hoje vou assim e Para Francisco. Ela tem uma história comovente de amor, perda, superação e força. Vale muito a pena você conhecer um pouquinho desta história. E a felicidade ficou mais completa ainda, depois que ganhei o livro autografádo dela, o Para Francisco, que é baseado no blog. Muito fofa ela!!! Um beijão pra você Cris =)

Comentar! Comentários: 6

Cerejinha de verdade!

quinta-feira, 22 janeiro 2009

O meu cartão de visita tá fazendo muito sucesso aqui no CAMPUS PARTY e queria agradecer à todos os campuseiros e visitantes, que estão entrando no blog e fazendo vários elogios quando entrego o cartão. Em virtude disto, resolvi postar uma foto pra quem não está aqui, poder conhecer. Essa idéia foi de um amigo muito criativo, o Fauser, da agência OVNI ONLINE, que fica em Uberlândia (minha cidade). Aproveito mais uma vez, para agradecer e dizer que o trabalho dele é genial. Vale a pena entrar lá no site e conhecer um pouco do trabalho. Tenho que agradecer também, a minha amiga BBel (uma mulher muito inspiradora que sabe aproveitar a vida), que gentilmente comprou as cerejinhas pra mim aqui em São Paulo. Ela tem um portal super bacana e também um blog. Gostaria que todos vocês entrassem lá para conhecer, vale a pena. E eu não podia deixar de falar que a idéia das cerejinhas de verdade foi do meu marido Alceu, que está lá de Uberlândia acompanhando tudo que acontece no evento… e dizer também que eu estou com muuuuuuitas saudades dele!

Comentar! Comentários: 9

Marketing Culinário na Campus Party

terça-feira, 20 janeiro 2009


Divulgação do blog do COZINHA TRAVESSA no Campus Party Brasil 2009.
Cartão do blog, avental personalizado e distribuição de cerejinhas… olha que legal… fez o maior sucesso!

Comentar! Comentários: 15

De volta!

sexta-feira, 09 janeiro 2009

Olá Queridos!
Estou de volta depois de um período de descanso na praia. Praia é tudo de bom né. Eu e meu marido Alceu adoramos passar o reveillon na praia. Só de estar lá, vendo aquele céu estrelado, os fogos, descalços na areia e com os pés no mar… não tem ano que não começe bem. Bom, mas estava com saudade de vocês, saudade da minha cozinha. Claro que cozinhei na praia. Levei até minhas panelas favoritas e meus temperos… rsrsrsrsrs… teve risoto, panquecas, tomates recheados… até parece que eu ia resistir… rsrsrsrs… Semana que vem, começo com pique total e vou colocar os vídeos que prometi, dos 2 programas que gravei. Um foi para o Natal e outro para o Reveillon. Passou no Canal da Gente, canal fechado aqui da minha região. Estou ajustando-os para poder colocar. Aguardem! E pra deixar vocês com água na boca, olha aí a mesa do reveillon que preparei, lá na praia de Itamambuca – Ubatubá (Litoral Paulista). Ficou maravilhosa e a foto foi do Alceu!

Comentar! Comentários: 5