Olha só! Tenho 88 receita(s) com "batata".

Meu primeiro menu degustação! Chile – Episódio 03

Saturday, 16 January 2010

Hoje vou mostrar pra vocês os pratos que comemos no nosso primeiro menu degustação. Foi lá no Restaurante Astrid & Gastón, especializado em comida peruana. Ele está entre os 100 melhores restaurantes do mundo. Foi muito legal Gente. Tivemos que fazer reserva com 4 dias de antecedência, mas conseguimos. Fica no bairro de Providencia, numa rua sossegada. Como é basicamente com reservas, o negócio é muito organizado. Chegamos e começamos a olhar o cardápio. Nossa, tanta coisa. De repente, vi a opção do menu degustação. O olhinho do Alceu até brilhou $22.000,00 pesos por cabeça, mas a gente encarou, achamos que fosse mais caro. O menu degustação é uma variedade de pratos, normalmente servidos em restaurantes gourmets mais conceituados. São servidos em pequenas quantidades, pra você dar conta de comer tudo.  É sempre o que o chef tem de mais fresco e melhor na casa, naquele dia. Me perdoem as fotos, mas esse dia não estava com a máquina, tirei do iPhone do Alceu.

Essas duas fotos foram as entradas. Todas frias. Na hora do pedido, disse que não podia comer camarão, aí eles fizeram sem. A do Alceu ficou um pouquinho diferente, porque a dele tinha camarão. Todas eram mariscos e peixes e os molhos estavam uma delícia. Não sei falar pra vocês o nome dos pratos, porque não me lembro e não tive como anotar.

Essa aí estava demais. Uma massa recheada com carne de carneiro desfiada e molho a base de curry. Perfeita!

Ficamos numa mesa, que dava pra ver a cozinha. Aliás, todos no restaurante, viam a cozinha, porque ela era toda aberta, com vidros. Ficamos bem posicionados. Eu consegui ver toda a preparação dos pratos, o corre corre e a loucura. O chef passando os pedidos e finalizando os pratos. O mais interessante era a linha de produção na hora de finalizar o prato. Eram uns 4 mais ou menos, cada um vinha com uma panelinha ou um ingrediente na mão.

Este era o prato principal de carne branca. Congrio, um peixe muito comum por lá. Vinha com uma espécie de risoto, mas o arroz do risoto tinha um gosto amendoado. Esse molhinho verde em cima do peixe estava simplemente divino.

E esse, o prato principal de carne vermelha. Um filé flambado e com um monte de especiarias. Isso aí em cima eram batatas fritas e ele vinha acompanhado de um pouquinho de arroz. O tempero estava impecável.

E por fim, a sobremesa. Postre, como eles dizem por lá. Abaixo, um sorvete que parecia de limão com biscoitinhos fritos. Do lado direito, um arroz-doce com canela, simplesmente magnífico e acima, um merengue de doce-de-leite.

Tudo Fabuloso! Valeu cada momento.
Sem contar que tomamos 3 tipos de vinhos. Taças, lógico, senão não íamos dar conta de beber tanto. Nossa gente, foi realmente um jantar inesquecível e eu só pensava em tirar fotos pra mostrar pra vocês!

Comentar! Comentários: 3

De volta e um 2010 inteirinho pela frente! Chile – Episódio 01

Monday, 11 January 2010

Oi meus Queridos e Queridas!
Estava com tanta saudade de vocês!
De volta ao batente, aqui estou eu, segundona brava e já é tarde e conforme eu tinha prometido à vocês, vou postar várias fotos da minha viagem de reveilon e férias. Fomos para Santiago do Chile. Foi uma viagem maravilhosa e também gastronômica. Tenho muita coisa pra mostrar, mas como detesto posts longos, não posso colocar tudo num só, então vou escrever em episódios, tudo bem?!


Fomos só eu e o Alceu, como tinha falado pra vocês no Natal e a viagem foi inesquecível. Somos um casal que também gostamos de viajar sozinhos. A gente se diverte muito juntos (ainda bem né?!). Não era muito difícil acordar e ver uma paisagem destas pela janela do quarto do hotel. Ficavamos hipinotizados com o pouquinho de neve que ainda restava no topo das cordilheiras. A cidade é num buraco (literalmente), cercada pelas Cordilheiras dos Andes. O clima lá estava como aqui, muito quente durante o dia. Tinhamos que passar protetor solar pra sair, mas à noite a temperatura caia e dava até pra colocar um casaquinho. De manhã bem cedo, era o horário mais frio.


E como este blog é de culinária e estamos no Verão, quero mostrar pra vocês um suco delicioso que tomei. Suco de Coco. Isso mesmo, o coco da casca marrom que a gente conhece por aqui. Esta época no Chile é a época das frutas. Eu nunca comi frutas tão gostosas como comi lá. O sabor da laranja, do melão orange, do morango é muito mais saboroso, as cores são muito fortes. Sem querer ofender as nossas frutas brasileiras heim, mas que o sabor era diferente, ah isso era…


O bar e restaurante que tomei este suco foi o Back&Stage. O site oficial é www.backstagechile.cl mas não está entrando, mas você pode ler sobre o bar aqui. É um bar super bacana, equivalente ao Hard Rock Café, aqui no Brasil. Com uma decoração muito irreverente. Ele é cheio de pequenas mesas com poltronas hiper confortáveis. Tem um palco na parte de baixo, um deck na parte de fora, virado para o patio, onde se encontram outros bares. O cardápio é um show e você pode ficar horas lendo e lendo, porque parece um livro. Tem preços em dólar e em pesos (que é a moeda chilena).


Fomos lá de dia, o que deu pra reparar bem os detalhes. Localizado no bairro de Bellavista – Providencia, que é um bairro antigo de Santigo onde ficam milhares de bares e boates, é verdadeiramente o bairro da moçada. Comemos também uma batata frita diferente, com molho de champignon. Estava uma delícia.


Bom, sem mais delongas, amanhã conto mais.
Já é tarde e eu me empolguei falando com a Nat e o Emerson, lá em Araçatuba. Um casal de amigos muito gente boa que conhecemos na nossa lua-de-mel, em Natal/RN. Eles casaram no mesmo dia que eu e o Alceu, dia 15 de outubro de 2005. A gente tem contato com eles até hoje e estamos programando de visitá-los no Carnaval… bacana isso né?!

Comentar! Comentários: 9

Receita de Bacalhau ao Forno e Ervas

Monday, 05 October 2009

Bom Dia Pessoal!
Tava com um bacalhau no congelador semana passada e queria fazer ele no forno, mas queria inventar uma receita diferente, porque já tinha um prato aqui no blog. Olha aí o que saiu. Ficou muito bom e super suave. Pra acompanhar, um arroz branquinho e a companhia do marido… nada mais… rsrsrsrs…

Ingredientes
- 250 gramas de bacalhau em lascas grandes
- 4 batatas médias
- 1 cebola roxa média
- 1 cebola normal
- azeitonas
- 8 tomates cerejas
- creme de leite fresco
- tomilho e salsinha frescas
- azeite de oliva extra virgem

Preparo
Pré aqueça o forno. Com o seu bacalhau já desalgado, pegue um refratário de +ou- 10cm de profundidade. Numa outra vasilha pique as batatas (com casca e bem limpas) em rodelas grossas, os tomates cerejas ao meio e as cebolas em quatro partes. Junte as azeitonas, as ervas e regue com bastante azeite e uns 100 ml de creme de leite fresco. Misture tudo isso e vamos começar a montagem. Regue o refratário com bastante azeite. Faça uma camada com as batatas, uma com o bacalhau e outra com os demais legumes. Depois, siga a sequência até finalizar. Jogue o caldinho dos legumes por cima de tudo e depois regue com muuuuuito azeite. Tampe com papel alumínio e leve ao forno. Não sei exatamente o tempo, mas vá observando. Quando a água começar a secar, retire o papel alumínio e deixe mais um pouco.

As fotos das ervas são da minha plantação… rsrsrsrs… esse tomilho aí, é aquele com aroma cítrico. Eu, particularmente, não gosto do outro. Esse aí do lado é o meu hortelã e a foto de baixo a minha salsinha.


Comentar! Comentários: 7

Receita de Coquilles de Bacalhau

Sunday, 20 September 2009


Oi meu povo!
Para os amantes dos peixes e frutos do mar, hoje trago mais uma receitinha de bacalhau. A propósito, outro dia tive um comentário de uma leitora querida, que é vegetariana, perguntando se podia substituir o ingrediente em questão, por camarão. Aproveito para falar pra vocês (porque não lembro se já falei aqui no blog) eu tenho alergia à camarão. Sim, é uma tristeza . Sinceramente, isso é o fim da picada. Por isso, não posto praticamente nada com camarão. Só uma vez que postei uma receita do meu padrinho Cléssio, lembram?! Pois bem, peço que perdoem por ter vindo com este defeitinho de fábrica, mas eu tento compensá-los com outras coisas. Mas vamos aprender então, essa delícia de prato, que é bem simples de preparar. A receita original, tá lá no site do Mais Você.

Ingredientes (rende 8 coquiles)
- 500 gramas de bacalhau
- 250 gramas de batata
- 1 colher de sopa de manteiga sem sal
- 1 1/2 colher de sopa de salsa picadinha
- 1 cebola pequena
- 1/2 colher de sopa de alho picado (à gosto)
- queijo em lascas
- 1 pimenta dedo de moça sem semente*
* dá próxima vez vou colocar umas 3, porque é sem semente mesmo
- 250 gramas de creme de leite fresco**
** aqui em Uberlândia/MG é muito difícil a gente encontrar alguns ingredientes, no caso do creme de leite fresco, tô vendo sempre lá no D’Ville.


Preparo

Cozinhe as batatas sem casca, amasse com o garfo e reserve. Doure a cebola e o alho na manteiga. Acrescente a pimenta dedo de moça picadinha em rodelas finas. Acrescente as lascas de bacalhau “desalgadas” e deixe refogar até reduzir o caldo. Acrescente as batatas na panela e mexa bem, até formar uma mistura homogênea. Em fogo baixo, acrescente o creme de leite fresco lentamente e misture. Acrescente também a salsa. Disponha  a mistura em coquiles, que nada mais são do que recipientes. Polvilhe o queijo por cima e leve ao forno para gratinar, por aproximadamente 20 minutos. Achei que o meu bacalhau estava um pouco salgado, então tive que abrir mão do queijo. Pronto, é só servir com arroz branco e fazer bonito para os convidados.

Comentar! Comentários: 6

Receita de Strogonoff

Tuesday, 08 September 2009


Acreditem se quiser: “EU NUNCA TINHA FEITO STROGONOFF”.
É uma realidade dura, mas é verdade… rsrsrsrsrsrs… bom, mas sábado passado, chuvoso e preguiçoso, perdi o medo (ou sei lá o que era) e fiz. Não segui nenhuma receita, apenas lembrei de como minha mãe fazia.

Ingredientes (para 2 pessoas)
- 300 a 400 gramas de alcátara ou filé picados para strogonoff
- 1 creme de leite de caixinha
- 1 colher de sopa ketchup
- 1 colher de café de mostarda
- 1/2 polpa pequena de tomate
- cebola
- alho
- óleo de canola
- palmito ou champignon

Preparo
Tempere a carne à gosto, com sal marinho algum outro temperinho que você goste. Numa frigideira fundae grande, coloque óleo, a cebola e oalho picadinhos. Deixe refogar e coloque a carne. Quando a carne estiver bm fritinha, acrescente a polpa, o creme de leite, o ketchup e a mostarde. Mexa bem, acerte o sal, acrescete o palmito em rodeas e deixe cozinhar mais um pouco. Se você não tiver batata palha, para acompanhar, cozinhe umas batatas (mas não deixe ficar mole demais), pique em rodelas grossas e refogue na manteiga com orégano. Tempere cm um pouqinho de sal e pronto.

Comentar! Comentários: 9

Receita de Wraps

Tuesday, 01 September 2009


Oi meu povo! Tudo bem!
Ontem foi feriado aqui em Uberlândia/MG, por isto não postei nada desde sexta-feira. Mas já estou com “um monte” de novidades pra vocês, inclusive, algumas fotinhas lá de casa, conforme prometido. Hoje, vou dar a dica de um prato delicioso, que além de divertido e bem fácil e ótimo para receber os amigos - WRAPS.

Ingredientes
- 1 pacote de pão folha (entre R$7 e R$9)
- mussarela picadinha
- peito de peru picadinho
- alface picadinha
- batata palha
- patê ou requeijão
- azeite de oliva extra virgem
- folhas de hortelã
IMPORTANTE: Dependendo da quantidade de pessoas, você saberá dosar a quantidade dos ingredientes.

Preparo
Abra o pão folha e corte ao meio. Uma folha dá pra fazer 2 wraps. Passe o patê ou o requeijão. Eu usei um patê de azeitonas, que comprei na panificadora junto com o pão folha. Aqui em Uberlândia eu achei o pão folha no
Nosso Pão, mas já comprei ele lá no Azeitona Verde também. Misture o peito de peru e a mussarela e espalhe por cima do patê. Acrescente a alface e as folhinhas de hortelã e regue com azeite. Se você tiver algum azeite temperado com ervas, pode ser também. Enrole delicadamente, mas não deixe frouxo. Deixe mais apertadinho. Se for servir individual, parte no meio, se for servir para mais gente, parte como eu parti na foto. Espalhei a batata palha por fora, pra decorar, mas se você e seus convidados gostarem, você pode colocar dentro, antes de enrolar.

Já tinha usado o pão folha antes, nos burritos… vocês se lembram?!
Quanto ao recheio, tenho certeza de que podemos usar bastante a criatividade =)

Comentar! Comentários: 6

Receita de Dourado no Forno

Monday, 20 July 2009


Olá para vocês! Espero que todos tenham uma semana maravilhosa pela frente! Hoje vou postar um peixe que foi feito na casa de um casal muito especial - Lígia e Edelweiss, pais da Lígia Inês, nossa vizinha e amiga. Eh casal bacana viu. Eles são o máximo!!! Em recente pescaria do Edelweiss, ele me ofereceu um dourado enorme pra poder fazer e propus fazemos na casa deles. Claro, que precisei da ajuda do Rodrigo, marido da Lígia Inês. Foi uma noite muito divertida, regada ao show de 50 anos do Rei Roberto Carlos, muita chuva que caia aqui em Uberlândia/MG, histórias de pescaria e muito papo bom… e com disse o Edelweiss, eu usei os meus pós de pirlimpimpim… hehehehehehe… mas com a harmonia da noite, não tinha como o peixe ficar ruim.

Ingredientes
- 1 dourado grande (não me pergunta o peso que eu não sei)
- 6 tomates maduros
- 2 cebolas grandes em rodelas grossas
- 6 limões
- 1 limão siciliano
- talo de salsão
- sal (usei o meu sal do pacífico)
- 6 batatas grandes com casca em rodelas grossas
- papel alumínio

Preparo
Limpe bem o peixe (coisa que eu não sei fazer), já cheguei o bicho tava limpo… hehe… exprema 2 limões no peixe inteiro, salpique um pouco de sal e reserve. Enquanto isto faça o vinagrete. Pique os tomates em cubos, o talo do salsão em rodelas finas e temperei com sal, limão e
Tuscan Sunset, da marca Penzeys Spices. Depois, foi só encher a barriguinha do peixe com o vinagrete. Num tabuleiro bem grande, forrei com o papel alumínio e coloquei as batatas e a cebola em rodelas. Coloquei o peixe em cima, salpiquei mais sal (dos dois lados) e o Rodrigo salpicou em cima um outro tempero, Adobo Seasoning. Depois, fatiei o limão siciliano em rodelas finas e coloquei por cima do peixe. Cobri com papel alumínio e deixamos marinar por uns 50 minutos.


O Edelweiss disse que tinha que mostra o rabo do peixe, senão vocês não acreditariam que era um dourado. Então, tá aqui a foto do rabo… hehehe…

Passados os 50 minutos, leve ao forno pré-aquecido. Deixe +ou- uns 40 minutos e descubra o peixe (papel alumínio), deixe mais uns 20 minutos. Olhe novamente e retire as rodelas de limão siciliano para dar a última corada. Retire do forno e sirva. Neste dia fiz o risoto de palmito para acompanhar.

Comentar! Comentários: 5

Receita de caldo de mandioquinha e calabresa

Friday, 17 July 2009


Bom Dia Gente!
Inspirada no blog da minha amiga blogueira Glau, fiz um caldo esta semana que ficou uma delícia. Caldo de mandioquinha, também conhecida como batata baróa ou batata salsa. Eu tinha só uma bandejinha da mandioquinha e como a freguesia estava grande no dia… rsrsrsrs… tive que usar a outra mandioca pra engrossar o danado do caldo. Então, anota aí pra você ver como é fácil.
Continue Lendo

Comentar! Comentários: 7

Receita de Filé ao Molho Madeira

Monday, 27 April 2009

Engraçado como tem dias que a gente tá com boca pra comer alguma coisa específica. Outro dia destes o Alceu me pediu filet ao molho madeira. Então tá né… rsrsrsrs… O filet é uma carne que eu ando gostando de comer. É uma das poucas carnes vermelhas que sito vontade de comer de vez enquando. Não que eu seja vegetariana, não, mas de uns 8 anos pra cá, meu organismo vem rejeitando um pouco a carne vermelha. Mas vamos lá né, um bom filet, macio e suculento, não faz mal a ninguém. Quando eu compro a peça de filet mignon, eu peço pra cortar em postas, aí chego em casa, divido em saquinhos e congelo. Coloco uns 5 pedaços em cada saquinho e uma peça de filet dá pra fazer de 3 a 4 saquinhos, assim fico com um estoque garantido.

O preparo é muito simples, você tempera com sal ou com algum tempero pronto que você goste. Não precisa temperar com antecedência, tempera na hora que for faz mesmo. Esquente uma frigideira com um pouco de azeite de oliva e disponha os filets lado a lado. Não precisa tampar, ficar mexendo, nem virando, porque você vai virar uma única vez, senão o filet fica duro. É só deixar no ponto que você gosta e depois acrescentar o molho madeira. Eu não fiz o molho, usei um pronto e o último que usei foi o da Master&Food. Ele é uma delícia, não tem aquele gosto forte de vinagre. Aí é só despejar o molho na frigideira, acrescentar champignon, tampar e deixar refogar um pouco. Eu coloquei o champingon inteiro, pra ficar mais bonito. Lembre-se de não fique mexendo demais, pra não endurecer a carne. Eu acrescentei palmito também.

Depois de pronto é só servir com um arroz branquinho e batata palha. Precisa de mais alguma coisa?!

Aproveitando o post, quero mandar um super beijo pra todos que passam por aqui “quase todos os dias”, em especial para a minha amiga Nívea, que me disse no sábado passado, que a rotina dela quando liga o computador pela manhã é olhar os e-mails e depois passar no Cozinha Travessa pra dar uma espiada nas novidades… rsrsrsrs… valeu Nivinha =)

O COZINHA TRAVESSA é feito com muito carinho, pra vocês.

Ah, outra novidade, hoje começo um curso de culinária de 3 dias, com um chef brasileiro, mas italiano de coração – Júlio Cordeiro. Depois conto mais detalhes pra vocês.

Beijos e uma boa semana!

Comentar! Comentários: 14

Receita de Bacalhau ao Forno

Thursday, 26 March 2009

Venho postando várias receitas com bacalhau ultimamente. Também puderá, com essas ofertas bombardeando a gente no supermercado, quem resiste. Esse prato foi um almoço de sábado. Tempinho nublado, chuvinha… hummm… combinou muito bem. Quando fiz aquele Escondinho de bacalhau com purê de moranga, lembram… guardei algumas lascas maiores e congelei, porque queria muito fazer este prato. No dia fiquei com receio de congelar, porque era um bacalhau que eu havia dessalgado, mas pode fazer que dá certo, ele continua com o mesmo sabor. Não posso deixar de comentar, que sempre que faço este prato, lembro da minha amiga Carol, esposa do Marcel (freguês aqui do blog), porque ela gosta muito do bacalhau desse jeito, aliás, aprendi a fazer com ela. Então Carolina “futura mamãe” da turma, este post é em homenagem à você e ao seu baby. Vejam como fácil montar o prato.

Continue Lendo

Comentar! Comentários: 16